Líderes partidários do PDT, PSDB, PSB, PCdoB e Cidadania se reuniram nesta quarta-feira, para debater o papel dos partidos na reconstrução nacional. O encontro foi mediado pelo presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, Antonio Neto. O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que a tecnologia de ponta é peça chave para aumentar a produtividade das empresas no país. “Não podemos assistir a Correia exportando produtos de alta tecnologia e nós felizes da vida apenas exportando produtos agrícolas, minérios, carnes bovinas, suínas e de frango, que são importantes, mas olha como é importante a tecnologia. Todos os insumos das vacinas são importados”, disse. Ele acredita que sociedade enfrenta uma crise de valores humanistas e defendeu a maior destinação de recursos orçamentários para a educação como único meio de mudar a trajetória do país.

O deputado federal e vice-presidente do PSDB, Domingos Sávio, disse que a política se transformou em uma arma de manifestação de ódio e que é preciso resgatar o respeito ao povo brasileiro. “Temos enfrentar e ter a coragem de mudar algo que não está dando certo e não está dando certo é só agora e vem trazendo graves problemas para a vida de todos os brasileiros. Temos que ter coragem de fazer uma reflexão sobre a nossa forma de organização política, sem abrir mão da democracia“, afirmou o parlamentar, que fez críticas à indústria partidária e reforçou que a proliferação exagerada de partidos políticos contribui para o fisiologismo, que descredibiliza a classe política e os valores democráticos.

O vice-presidente do PSB, Beto Albuquerque, defendeu a reestruturação de áreas estratégicas para o desenvolvimento do país. “Foi desestruturado o ministério da Saúde por razões mesquinhas, politiqueiras por parte do governo atual. A área de ciência, tecnologia, inovação e educação nem se fala, você tem no comando um negacionista na ciência, um cara que não reconhece o valor do conhecimento e compara a ignorância ao conhecimento. É terrível quando a gente tem que discutir o óbvio”, afirmou. Também participou do encontro, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, e o vice-presidente nacional do PCdoB, Walter Sorrentino.

*Com informações da repórter Caterina Achutti