O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar a possibilidade de Lula se reeleger nas próximas eleições presidenciais.  A nova declaração aconteceu, durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta segunda-feira, 19. “Pelo amor de Deus, o povo que por ventura vote em um cara desse é um povo que merece sofrer. Igual teve algumas prefeituras que tentaram deitaram e rolaram com lockdown e reelegeram o cara, querem o que?”, questionou.

Ao falar sobre o Supremo Tribunal Federal (STF), Bolsonaro, disse que “não há ditadura boa”. Após o pedido de um apoiador por mais meritocracia na escolha de membros da Corte, o presidente rebateu dizendo para ele esquecer a possibilidade. “Não se faz meritocracia nem pra vereador. Elegem de vez em quando cada cara tranqueira. O povão vai aprendendo devagar, vai se interessando. Muita gente vê o problema imediato. Para eu resolver, só se eu impusesse uma ditadura, mas a gente não vai fazer isso. Não tem cabimento. Não tem ditadura boa.”

Até o momento, o presidente segue sem partido para disputar as eleições de 2022, mas negocia o retorno ao PSL, sigla pela qual se elegeu, mas se desfiliou no fim de 2019. Questionado sobre o Aliança pelo Brasil, o presidente disse que a chance do partido sair é muito pequena. Ele afirmou ainda que não tem o que fazer para mudar o processo eleitoral e que são as pessoas que precisam aprender. Segundo Bolsonaro, ele espera que o “voto auditável” ajude a mudar as próximas eleições.

*Com informações da repórter Caterina Achutti