A CPI da Covid-19 realiza, nesta quarta-feira, 26, uma sessão deliberativa destinada à votação de requerimentos de informações e convocações de novas testemunhas – o presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou, durante a oitiva da secretária da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, que a comissão possui 402 solicitações não apreciadas pelos parlamentares. Entre os novos convocados devem estar prefeitos e governadores dos Estados do Amazonas, Amapá, Pará, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins, além do Distrito Federal.

Além disso, os integrantes do G7, grupo formado pelos senadores independentes e de oposição, esperam aprovar a convocação do ex-assessor da Presidência da República Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, e a reconvocação do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e do atual ministro da pasta, Marcelo Queiroga. “As mentiras estão aparecendo, não sou eu que estou dizendo. São contradições. Agora, se o ministro [Pazuello] vier para cá sem nenhum habeas corpus que o protege, não tenha dúvidas de que não será da mesma forma. Não vamos ser desmoralizados”, disse Omar Aziz. Acompanhe a cobertura ao vivo da Jovem Pan: 

10:19 – Sessão é suspensa para ‘reunião secreta’ 

O presidente Omar Aziz suspendeu a sessão para que os senadores da CPI da Covid-19 realizem uma “reunião secreta” antes do início da votação dos requerimentos.

10:15 – Omar Aziz abre a sessão desta quarta-feira

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), abriu os trabalhos desta quarta-feira, 26. Serão votados requerimentos de informações e convocações. A pauta da sessão de hoje possui 142 itens.