A ejaculação precoce é mais popular e ocorre com mais frequência se comparada à ejaculação retardada, afirma o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes. Enquanto no primeiro caso ocorre a ejaculação de forma rápida, podendo acontecer no início ou antes mesmo da penetração, no segundo caso, a ejaculação demora para vir e, por vezes, não acontece.

É importante que se tranquilize e se atente em relação ao tratamento para que não haja conflitos e frustrações entre o casal, pois a(o) parceira(o) pode ficar com a autoestima baixa, pensando ser o motivo desse retardamento, por isso, consultas com diferentes especialistas são prescritas, como um sexólogo.

Além disso, as causas, geralmente, envolvem a psique do homem, assim como praticamente todos os distúrbios sexuais, ressalta o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes. A ansiedade é uma das maiores causas, bem como traumas, nervosismo e estresse; também há o sentimento de culpa por teor religioso; a preferência por masturbação, tal qual a masturbação exagerada.

Além de causas psicológicas, a anatomia do paciente também pode levar a esse distúrbio, como a obstrução do canal que leva o esperma até o pênis, impedindo, dessa forma, a ejaculação. Após a análise clínica e levantada as possíveis causas, se dá início ao tratamento.

Como na maioria dos casos o problema é ocasionado por motivos psicológicos, o tratamento é feito em conjunto e inclui profissionais especialistas em urologia, psicólogos e sexólogos, bem como a terapia de casal, tendo em vista que esse distúrbio afeta o outro também. Além disso, é necessário que o homem mantenha o hábito de levar uma vida saudável, enfatiza o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, mestre e doutor em urologia pela Universidade de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui