Mais de 80 caminhões, 18 aviões e 2 helicópteros do Corpo de Bombeiros da Grécia retomaram nesta sexta-feira, 21, o combate ao incêndio que assola o Golfo de Corinto há três dias. O fogo já devastou pelo menos 16 mil hectares de terra, destruiu linhas de energia causando apagões generalizados e obrigou centenas de pessoas a deixarem suas casas. Apesar dos danos materiais, felizmente não houve feridos ou mortos até agora. Porém, o vento está carregando as chamas para cada vez mais perto da capital Atenas, que está coberta pela fumaça desde quinta-feira, 20. O rastro da névoa cinza também já está alcançando algumas ilhas do Mar Egeu. De acordo com o jornal grego Kathimerini, o incêndio começou em uma densa floresta de pinheiros no norte do Peloponeso após uma pessoa queimar galhos secos em um olival. Em julho de 2018, um incêndio consumiu a cidade costeira de Mati, perto de Atenas, matando 102 pessoas. Os incêndios são comuns na Grécia durante os meses mais secos do verão.