O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, recebe a família de George Floyd na Casa Branca nesta terça-feira, 25. O evento marca um ano da morte do afro-americano, de 46 anos, asfixiado pelo policial branco Derek Chauvin, em Minneapolis. Chauvin foi condenado por um júri por assassinato e homicídio culposo e receberá a sentença em 25 de junho. Nesta terça-feira também vence o prazo inicial de 25 de maio estabelecido por Joe Biden para aprovar um projeto de reforma policial bipartidário. A legislação inclui disposições para estabelecer um registro nacional de má conduta policial, a proibição de discriminação racial e religiosa pelas agências de aplicação da lei e a revisão da imunidade qualificada.

Até o momento, um dos pontos-chave que restou foi a lei federal que estabelece o padrão para processar criminalmente a polícia. A Câmara liderada pelos democratas aprovou a medida em março, mas ela nunca foi aprovada pelo Senado. O presidente norte-americano conheceu a família Floyd em junho de 2020, quando viajou para Houston para oferecer condolências antes do funeral e estabeleceu contato com o irmão da vítima no mês passado. Nos últimos dias, familiares e cidadãos de Minneapolis organizaram passeatas para marcar o primeiro aniversário da morte do afro-americano e protestar contra a injustiça racial nos Estados Unidos. No domingo, quase 1,5 mil manifestantes ouviram discursos e se uniram aos integrantes da família Floyd e de outras pessoas que morreram em ações da polícia.

*Com informações da repórter Nanny Cox