A queda de um viaduto no México matou pelo menos 23 pessoas e deixou outras 65 hospitalizadas. O caso aconteceu na noite desta segunda-feira, 3,  quando um trem passava na linha 12 do metrô, desabando em uma avenida, considerada uma das mais movimentadas da Cidade do México, capital do país. Carros foram esmagados pelas estruturas. Equipes médicas, bombeiros e do Exército estavam no local para fazer o resgate dos sobreviventes, que contou com a ajuda de um guindaste. No entanto, com risco de novos desabamentos, as ações chegaram a ser interrompidas, informou a Reuters. Segundo a agência, a prefeita da Cidade do México, Claudia Sheinbaum, afirmou à imprensa local que a estrutura estava fraca. Uma viga teria cedido e motivado a queda do viaduto, mas ainda cabe investigação do acidente.

“Começa uma revisão estrutural em toda a linha 12 e um laudo pericial e uma investigação aprofundada das causas deste lamentável e grave acidente”, escreveu nas redes sociais Claudia Sheinbaum, desejando apoio a todas as vítimas. Segundo ela, as autoridades trabalham para identificar as vítimas, incluindo crianças. De acordo com a prefeita, uma pessoa que estava presa nos destroços de um carro esmagado foi resgatada com vida e outros sete passageiros em estado greve foram levados ao hospital. A linha do metrô 12 foi construída há quase uma década, sendo uma das principais da capital mexicana. Em publicação nas redes sociais, o ex-prefeito da cidade, Marcelo Ebrard, lamentou a “terrível tragédia”. “Minha solidariedade é com as vítimas e suas famílias”, disse no Twitter, ressaltando que as causas do desabamento devem ser investigadas e “as responsabilidades definidas”.