Autoridades das ferrovias atualizaram nesta terça-feira, 8, para 63 o número de vítimas da colisão entre dois trens em uma parte remota da província de Sindh, no sul do Paquistão. O acidente após um um trem descarrilhar, invadir os trilhos de outro trem e colidir de frente com ele, fazendo com que o veículo capotasse. O motivo do descarrilamento inicial ainda não está claro. O acidente ocorreu por volta das 3h30 no horário local, 19h30 do domingo, 6, no horário de Brasília. Os trens transportavam mais de 1.000 pessoas. Segundo agências internacionais, as autoridades divulgaram nesta terça-feira a lista com as vítimas, porém 12 corpos ainda não foram identificados. Mais de 100 pessoas ficaram feridas, algumas continuam em estado grave. De acordo com informações do jornal Al Jazeera, Usman Abdullah, vice-comissário do distrito de Ghotki, na província de Sindh, afirmou que o número de vítimas pode ser ainda maior. As operações pela busca de mais corpos continuam.