Pescadores do Madagascar capturaram um celacanto, espécie de peixe pré-histórico de dois metros de comprimento que data de 420 milhões de anos. Segundo a plataforma de notícias científicas norte-americana Mongabay, os especialistas acreditavam que essas criaturas tinham sido extintas há milhões de anos atrás, mas se surpreenderam quando um celacanto foi encontrado vivo pela primeira vez em 1938. Desde então, os peixes que chegam a pesar até 90 quilos e possuem quatro nadadeiras já foram vistos mais algumas vezes na África do Sul, na Tanzânia e na Indonésia, mas tinha se tornado especialmente raros em Madagascar. Acontece que, por viverem de 100 a 500 metros abaixo da superfície do mar, os celacantos acabam ficando presos em redes utilizadas para caçar tubarões. Com o aumento da procura por esse predador em Madagascar a partir da década de 1980, a população de celacantos diminuiu drasticamente. Segundo Andrew Cooke, que pesquisa a espécie, os cientistas chegaram a acreditar que o peixe pré-histórico tinha desaparecido por completo dessa ilha no sul da África. Porém, a mais recente descoberta aponta para outra direção. Cooke afirma que Madagascar pode ser o novo epicentro da espécie, já que a ilha oferece uma vasta gama de habitats.