Um palestino foi morto a tiros pela polícia de Israel após supostamente esfaquear dois israelenses em Jerusalém Oriental nesta segunda-feira, 24. Segundo a agência de notícias Al Jazeera, o crime aconteceu perto de Sheikh Jarrah, bairro que tem sido foco de protestos após a ameaça de despejo de famílias palestinas. O serviço de ambulâncias Magen David Adom confirmou que dois homens israelenses na casa dos vinte anos ficaram feridos após receberam facadas na parte superior do corpo, um gravemente e outro moderadamente. O Exército de Israel afirma que um deles era um soldado da força aérea, que tinha uma faca alojada em suas costas e recebeu atendimento médico no local antes de ser levado a um hospital. Após o incidente, a polícia bloqueou o Portão de Damasco, que dá acesso à Cidade Velha, e passou a revistar todos os palestinos com menos de 45 anos. Israel e a Faixa de Gaza continuam respeitando o cessar-fogo que teve início na sexta-feira, 21, após onze dias seguidos de bombardeios. No entanto, durante o final de semana a polícia israelense reprimiu manifestantes que atiravam pedras de dentro da mesquita Al-Aqsa, na Esplanada das Mesquitas, um indicativo de que a situação continua instável na região.