Mais de 18 mil pessoas foram obrigadas a deixar as suas casas após a pior tempestade dos últimos 50 anos causar inundações generalizadas em New South Wales, na Austrália. As precipitações já vinham atingindo a região desde a última quinta-feira, 18, mas a situação se intensificou ao longo do final de semana, deixando construções, árvores e ruas totalmente submersas nos subúrbios de Sydney. No total, 38 localidades foram declaradas como zonas de catástrofe natural, sendo que muitas delas já tinham sido afetadas pela seca e pelos incêndios florestais entre o final de 2019 e o início de 2020. Uma gravação de vídeo que circula nas redes sociais desde sexta-feira, 19, mostra uma casa sendo inteiramente arrastada pelo Rio Manning na cidade de Taree. Segundo a emissora de televisão britânica BBC, a residência pertencia a um casal que se casaria naquele mesmo dia. De acordo com Bureau de Meteorologia da Austrália, algumas regiões já acumulam quase um metro de chuva, sendo que nas próximas 36 horas é esperado um aumento de 50 a 100 milímetros. Por esse motivo, as autoridades locais continuam emitindo alertas de enchentes com risco de vida.