Uma parte do foguete Long March 5B, que pertence à China e se encontra fora de controle, cairá na Terra até, no máximo, neste domingo, 9. A máquina foi lançada em 29 de abril, na semana passada, com a missão de levar ao espaço o primeiro módulo da nova estação espacial da China, mas está circulando a Terra sem rumo e cairá em local indeterminado. De acordo com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, o ponto exato de reentrada só será conhecido algumas horas antes da queda – a peça tem 30 metro de altura e cerca de 20 toneladas. “Temos esperança de que cairá num lugar onde não fará mal a ninguém. Esperamos que no oceano, ou num lugar assim”, disse o estadunidense.

Enquanto isso, é possível acompanhar as atualizações sobre a localização do foguete, através do site Space Track. Em entrevista à emissora de televisão norte-americana CNN, o astrofísico da Universidade de Harvard Jonathan McDowell disse que o risco do Long March 5B atingir um ser humano é mínimo. Segundo ele, é bastante provável que ele caia na água, já que só o Oceano Pacífico cobre a maior parte da superfície terrestre. Porém, esta não é a primeira vez que um incidente do tipo ocorre com um foguete chinês. Em maio do ano passado, a nação asiática lançou um protótipo do Long March 5B que também perdeu o controle e acabou caindo no Oceano Atlântico. Jim Bridenstine, o administrador da NASA na época, chamou aquela ocorrência de “muito perigosa” porque o foguete chegou a sobrevoar Los Angeles e Nova York antes da queda.