O governo norte-americano anunciou nesta segunda-feira, 26, que destinará 60 milhões de doses da vacina de Oxford a outros países. “Hoje nós anunciamos que a administração está procurando opções para compartilhar as doses da vacina da AstraZeneca fabricadas nos Estados Unidos durante os próximos meses”, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, em coletiva de imprensa. A funcionária do governo de Joe Biden indicou que a decisão foi feita porque o país dispõe de outros imunizantes que já foram aprovados pela Food and Drug Administration (FDA): o da PfizerBioNTech, da Moderna e da Johnson & Johnson. Já as dezenas de milhões de vacinas de Oxford que estão estocadas nos Estados Unidos ainda não tiveram o uso emergencial autorizado pela agência. “Nós não precisamos usar a AstraZeneca em nossa luta contra a Covid-19 nos próximos meses”, garantiu Psaki. A Casa Branca não revelou quais países receberão a doação e nem em que data isso deve acontecer, mas afirmou que as doses passarão por uma revisão de qualidade antes de serem mandadas para o exterior. Em março, os Estados Unidos já tinham anunciado que enviariam cerca de quatro milhões de unidades do imunizante para os seus países vizinhos, o México e o Canadá.