Os Estados Unidos iniciaram nesta sexta-feira, 14, a vacinação de adolescentes de 12 a 15 anos contra a Covid-19. O imunizante que está sendo utilizado nessa faixa etária é o da PfizerBioNTech, que recebeu a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) nesta segunda-feira, 10. Durante ensaios clínicos com cerca de dois mil jovens voluntários, a vacina demonstrou 100% de eficácia contra casos sintomáticos da doença sem causar efeitos colaterais graves. Dessa forma, a campanha norte-americana se abriu para mais 17 milhões de pessoas, que poderão receber a dose em 15 mil farmácias de todo o país. “É mais um passo gigantesco em nossa luta contra a pandemia”, afirmou o presidente Joe Biden ao incentivar os pais a vacinarem seus filhos de forma gratuita. A diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Rochelle Walensky, também afirmou que o governo está trabalhando para vacinar as crianças em suas próprias escolas. Apesar dos adolescentes costumarem desenvolver formas menos graves da Covid-19 quando comparado aos adultos, eles não são imunes às infecções pelo novo coronavírus e podem ajudar a propagá-lo.