A Espanha prorrogou até 13 de abril as restrições para entrada de passageiros vindos do Brasil ou da África do Sul no país. O objetivo é evitar a disseminação das novas variantes do coronavírus. A continuidade das limitações foi anunciada nesta terça-feira, 23, em coletiva de imprensa. A porta-voz do governo espanhol, María Jesús Montero, disse que as cepas brasileira e sul-africana têm pouca prevalência no país. Essa é a segunda vez que a Espanha prorroga as restrições a voos oriundos de ambos países.

No momento, apenas os cidadãos espanhóis e estrangeiros residentes na Espanha podem entrar no país caso venham do Brasil ou da África do Sul. Mesmo assim, eles são obrigados a fazer uma quarentena de dez dias ou de sete dias no caso de apresentação de um teste negativo de Covid-19. O governo espanhol anunciou, ainda, que as restrições para viajantes vindos do Reino Unido, no entanto, serão retiradas a partir do dia 30 de março. Com a suspensão, será possível voar para a Espanha desde que os passageiros apresentem um teste do tipo RT-PCR feito recentemente e com resultado negativo.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini