Dois fenômenos naturais acontecerão na noite desta quarta-feira, 26: um eclipse lunar total e uma Superlua, a maior de 2021. Os eclipses acontecem quando o Sol e a Lua estão em lados opostos da Terra, o que impede que a luz da estrela chegue até o satélite do planeta. Além disso, a atmosfera filtra a luz e deixa a Lua com um toque avermelhado, que faz com que o fenômeno seja chamado de “Lua de Sangue”. A fase total durará cerca de 15 minutos, sendo que os melhores locais para visualização estão na Austrália, na Nova Zelândia e em ilhas do Oceano Pacífico. No Brasil, entretanto, será possível ver apenas a fase parcial por volta das 6h45 do horário de Brasília. Já a Superlua aconteceu quando luas novas e cheias estão no ponto da órbita mais próximo da Terra, o que faz com que o satélite pareça maior e mais brilhante. O fenômeno será visível em todo o planeta e será o segundo deste ano, sendo que a primeira Superlua aconteceu em 26 de abril.