Durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 7, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, afirmou que desde que assumiu a Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden ainda não conversou com o chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro, devido à falta de horários disponíveis em sua agenda. “Há vários líderes com quem o presidente ainda não teve a oportunidade de falar. Uma das razões é que ele tem uma agenda inacreditavelmente cheia”, declarou o assessor após ser questionado sobre a relação de Biden com Bolsonaro. Além disso, ele destacou que atualmente o líder norte-americano está muito ocupado direcionando suas atenções à retomada econômica e ao combate à pandemia de Covid-19 no país. O democrata foi eleito para comandar os Estados Unidos em novembro do último ano, quando derrotou o ex-presidente Donald Trump.

Apesar de Biden não ter entrado em contato direto com Bolsonaro até o momento, cartas foram trocadas e os países continuam se relacionando politicamente. Neste domingo, 6, uma comitiva organizada pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, embarcou com destino aos Estados Unidos para conhecer as redes privativas de internet 5G no país. Em passagens por Nova York e Washington, o grupo deve se reunir com autoridades norte-americanas e potenciais investidores do setor de telecomunicações. Ainda na coletiva de imprensa desta segunda, o conselheiro de Segurança Nacional analisou a visita brasileira, afirmando que o governo norte-americano deixará claro para os políticos brasileiros qual é visão dos EUA sobre a tecnologia 5G.