As autoridades de saúde do Chile anunciaram nesta quinta-feira, 3, a suspensão temporária da administração da segunda dose da vacina contra Covid-19 da AstraZenecaUniversidade de Oxford em pessoas com menos de 45 anos. A medida teria sido tomada por precaução após a identificação de um caso de trombose possivelmente associado ao imunizante. “Estamos esperando o resultado da investigação. Amanhã (sexta-feira, 4) o Instituto de Saúde Pública dará o resultado, se houve ou não um efeito adverso em um paciente de 31 anos”, explicou o ministro da Saúde, Enrique Paris. O novo anúncio vem dias após o aviso de que seria encurtado o tempo de administração entre as duas doses em homens com menos de 45 anos para 28 dias, em vez de 12 semanas, que é o tempo habitual. O Chile, com 19 milhões de habitantes, realiza um dos processos de vacinação mais rápidos do mundo: 52,7% da população-alvo já recebeu as duas doses.

*Com informações da EFE