Armado com uma espada curta, o jovem Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, invadiu uma creche e matou cinco pessoas no município de Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira, 4. Segundo a Polícia Civil, o criminoso se dirigiu à creche Pró-Infância Aquarela, localizada no centro da cidade, por volta das 10h. Ainda de acordo com as autoridades, ao entrar na instituição, Fabiano atacou uma professora. Na tentativa de alertar sobre o perigo, mesmo ferida, ela correu para uma sala onde estavam quatro crianças e outra funcionária da escola. No entanto, logo em seguida, o rapaz atacou quem estava na sala.

Até o momento, há a informação de que a professora e duas crianças morreram no local. A outra funcionária e mais um aluno morreram no hospital. Após o crime, Fabiano tentou cometer suicídio se golpeando com a espada, mas foi socorrido, levado ao Hospital de Pinhalzinho e transferido para Chapecó, onde permanece intubado em estado gravíssimo. Segundo o Corpo de Bombeiros, ao chegar na creche, o assassino já havia sido contido por populares e estava com um ferimento profundo no pescoço e outros no abdome e tórax. Além disso, ele perguntava quantas vítimas teria conseguido atingir.

Saiba quem são as vítimas do ataque em Saudades

Segundo a Secretaria de Educação de Saudades, três crianças foram mortas no ataque – duas meninas e um garoto. As vítimas Anabela, Sara Luisa e Murilo completariam dois anos no segundo semestre de 2021. Ainda na entrada da creche, a primeira a ser atacada foi a professora Keli Adriane Aniecviski, de 30 anos. A jovem Mirla Renner, que completou 20 anos em janeiro, foi a outra funcionária morta na chacina. A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), onde Mirla estudava engenharia química, decretou luto oficial de três dias. “A estudante, que cursava a quarta fase da graduação, foi uma das vítimas do ataque que resultou também na morte de uma professora e três crianças em uma creche municipal na cidade vizinha de Saudades. Muito querida pelos amigos da turma, Mirla já atuava como agente de educação na escola antes mesmo de ingressar na Udesc”, registrou em nota a universidade. Além das vítimas, cerca de 30 pessoas estavam na creche no momento do ataque.

Luto oficial em Santa Catarina

Nesta terça-feira, 4, a governadora Daniela Reinehr decretou luto oficial de três dias em Santa Catarina diante da tragédia na escola de educação infantil em Saudades. O texto será publicado no Diário Oficial desta terça-feira. “Manifesto minha profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias”, disse Daniela Reinehr em sua conta no Twitter.