Ministério da Saúde informou, neste domingo, 21, ao Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19 (Giac), órgão da Procuradoria-Geral da República (PGR), que a pasta estabeleceu o fluxo de entrega de oxigênio medicinal para atender os estados de Rondônia e Acre. Na última sexta-feira, 19, o Giac encaminhou um pedido ao ministério solicitando providências para evitar o desabastecimento do gás nos Estados. Segundo o Giac, informações da empresa fornecedora afirmam que, se nada for feito, o estado de Rondônia sofrerá desabastecimento do produto no dia 24 de março.

No ofício de resposta enviado pelo Ministério ao Giac, o assessor especial do Ministério da Saúde, Ridalto Fernandes, informa que o fluxo será estabelecido na segunda-feira, 22, partindo de Manaus, capital do Amazonas. “O documento assegura ainda que o processo de fornecimento do oxigênio aos estados não tem data para terminar e que, diante da possibilidade de novos aumentos na demanda, o Ministério já possui planejamento para ampliar a entrega até o limite de 10 mil metros cúbicos dia”, informa nota da PGR. Serão distribuídos 5,4 mil metros cúbicos de oxigênio ao dia, inclusive nos fins de semana. O gás será transportando em isotanques embarcados em aeronaves do Ministério da Defesa.