O tenente-coronel aviador Alexandre Gomes da Silva foi exonerado do cargo de diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A decisão consta no Diário Oficial da União (DOU) de nesta quarta-feira, 26, sendo válida a partir do dia 21 de maio. Alexandre estava desde março desde ano à frente da diretoria, que é responsável pela elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que pode ser adiado para 2022 por causa da pandemia de Covid-19. Em nota encaminhada à Jovem Pan, o Inep informou que a saída de Alexandre Gomes da Silva acontece “por motivos pessoais” e reconheceu contribuição à pasta. “Fez uma gestão com responsabilidade, dedicação e competência até o último dia à frente da diretoria.”

O servidor do Inep Anderson Soares Furtado Oliveira assume interinamente o cargo, após indicação do presidente do instituto, Danilo Dupas. De acordo com informações da autarquia, a designação “para exercer o encargo de diretor substituto da Daeb foi oficializada em portaria publicada no Diário Oficial da União no dia 19 de maio” e levou em consideração a experiência do servidor, que desde abril atuava como coordenador-geral do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). “Oliveira compõe o quadro de servidores do Inep desde 2013 e tem vasto conhecimento sobre os processos da Autarquia, além de uma respeitada trajetória profissional”, diz comunicado, citando passagens do novo diretor pelos ministérios da Economia, Ciência e Tecnologia, Justiça e pelo Gabinete da Presidência.