A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a Fiocruz a produzir o Insumo Farmacêutico Biológico (IFA) da vacina contra Covid-19 produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca. A autorização foi anunciada pela agência nesta sexta-feira, 30, dentro do escopo de transferência de tecnologia da farmacêutica para Bio-Manguinhos. Com isso, a Fiocruz poderá iniciar a produção de lotes piloto da vacina em escala comercial com IFA produzido no Brasil, o que fará do imunizante o primeiro produzido inteiramente no Brasil. A aprovação veio após inspeção que atestou as Boas Práticas de Fabricação e concluiu que Bio-Manguinhos cumpre os requisitos para iniciar a produção. As doses serão destinadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), sendo que, após a realização e testes, a Fiocruz deverá solicitar a inclusão do insumo no registro ou efetuar um pedido de autorização de uso emergencial.